Sabrina Sato revela superstição para a virada de ano

Apresentadora conversou com a Vogue Digital nos bastidores da campanha da sua nova coleção para a Gash, que mostramos com exclusividade.

O ano de 2017 já está quase chegando ao fim e os planos que agitam as festas que se aproximam já estão bombando — mas não para Sabrina Sato. Nos bastidores de sua campanha para a Gash, a apresentadora contou à Vogue que ainda não fez muitos planos e não sabe onde passará a virada. "Ainda não sei! Já tá um pouco tarde, né? [Risos] Mas ainda nem tive tempo de ver nada", disse.

Entretanto, as suas surpestições não dependem de um destino específico. "Sempre faço questão de passar a virada do ano com uma lingerie nova", revelou, mas tem coisa mais valiosa para que os próximos 12 meses sejam bons: "o mais importante é estar com quem você ama e quem te faz bem" e é isso que ela fará, já que pretende descansar e ficar com o namorado Duda Nagle e a família para dar o start em 2018.

Diferentemente dos planos da virada, as pretenções de Sabrina para o ano que logo chega já estão a todo vapor. "Trabalhar muito e crescer ainda mais dentro da minha profissão... Isso sem contar o Carnaval, já estou muito animada!", comemorou. Além disso, a apresentadora revelou o sonho de ser mãe.

"Sonho em ser mãe, mas tudo tem seu tempo. Vou deixando as coisas acontecerem naturalmente. Quero ter e adotar!", afirmou.

Na moda, Sabrina leva o seu bom humor para os looks e gosta sempre de ousar. Apesar de sua paixão pelo universo fashion, ela não se considera uma consumidora desenfreada. "Eu amo consumir moda, mas compro de forma consciente", contou, afirmando que não tem problema em desapegar das peças que compõe seu closet, nem mesmo das grifadas.

"Sempre desapego das minhas bolsas e peças antigas também", disse. "Já comprei algumas [bolsas de grife], mas não sou apegada, já doei várias e já ganhei outras também". Atualmente, o acervo de Sabrina conta com peças Louis Vuitton, Chanel, Gucci, Givenchy, Balenciaga, Prada, Dolce & Gabbana, Dior e Versace.

Para criar sua coleção, que conta com 44 modelos, a apresentadora priorizou uma coisa: a versatilidade. "Pensei em criar diferentes formatos de bolsas que atendam as necessidades e desejos de nós, mulheres", conta. "Tem quem prefira bolsas menores pra carregar somente o necessário ou tem pessoas que, assim como eu, gostam de carregar vários itens para usar o dia inteiro e por isso precisam de bolsas maiores".

A preferência de Sabrina? As maiores! "Eu carrego carteira, chaves, carregador, maquiagem, perfume, grampo pra prender o cabelo, hidratante labial e para as mãos, lenços umedecidos, álcool em gel... Pouquinha coisa", brincou ao finalizar.

Fonte: Vogue
Foto: Mar+Vin, com styling de Renata Correa e beleza de Rodrigo Costa

Outras notícias