Empresas de lingerie de Nova Friburgo/RJ e joalherias se unem para criar peças com ouro e pedrarias

Novidade já tinha sido apresentada na Fevest deste ano. Termo de compromisso foi assinado nesta segunda (14) por 28 empresários.

Quatorze empresas do polo de moda íntima de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, assinaram nesta segunda-feira (14) um documento que prevê uma parceria com outros 14 empresários do setor de joias do Rio de Janeiro. O objetivo é produzir lingerie com alto valor agregado, com peças em ouro, brilhantes e outras pedrarias.

A novidade já tinha sido apresentada na abertura da Fevest com um conjunto feito com três metros de cordão de ouro branco, 152 brilhantes, renda guipir e microfibra de poliamida com elastano. A peça tem valor estimado de R$ 12 mil.

O documento assinado é um Termo de Compromisso do Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (Procompi). O projeto prevê a formação de “duplas”: empresas de moda íntima e do ramo de joias vão se unir para criar peças luxuosas.

As empresas trabalharão em parceria pelo próximos 12 meses e apresentarão as criações na Fevest 2018. “Os dois setores já estavam namorando há algum tempo e conseguimos trazê-los até o altar. Sabemos que, como em todo casamento, as empresas encontrarão dificuldades, mas esta união tem tudo para dar certo. Apostamos no sucesso”, comemorou Marcelo Porto, presidente do Sindicato das Indústria do Vestuário de Nova Friburgo e Região (Sindvest).

A escolha dos pares foi feita nesta segunda-feira (14) através de uma metodologia criada pelo Instituto Rio Moda, onde as empresas conheceram melhor a identidade, clientela e visão de futuro de cada marca. Após a análise, foram formadas as parceiras.

“O mercado demanda qualidade e inovação e tenho certeza que, no próximo ano, os produtos que serão lançados terão este diferencial”, afirmou Fernanda Gripp, coordenadora do Sebrae/RJ em Nova Friburgo.

Outras notícias